SUA MENSAGEM

Plastimodelismo: arte em escala.

Como o blog é voltado para artes lapenses e eu como filho dessa amada terra, resolvi compartilhar com os apreciadores do blog, e de uma boa arte, meu belíssimo hobby, o Plastimodelismo.
Antes um pouco da história desse fascinante hobby e algumas explicações técnicas.

Plastimodelismo é um Hobby, que consiste em construir miniaturas em escala reduzidas, de objetos reais, em formas que kits plásticos de exposição estática. Ou seja não são brinquedos.
O plastimodelismo é dividido em 4 principais vertentes: Aviação (aviões/helicópteros), militaria (tanks, carros de guerra, figuras), automóveis e navais. E são representados nas seguintes escalas*:
·         Aeronaves: 1/24, 1/32, 1/48, 1/72, 1/144 e 1/200.
·         Veículos militares: 1/35, 1/48, 1/72 e 1/76.
·         Automóveis: 1/12, 1/16, 1/18, 1/20, 1/24, 1/25, 1/32, 1/35 e 1/43.
·         Navios: 1/96, 1/350, 1/450 e 1/700.
Quanto maior a escala maior são os detalhes e o realismo empregado nos modelos. 
Porta Aviões 1:720


Os kits em sua grande maioria são fabricados com plástico (poliestireno) injetados, compostos por diversas peças, bem detalhadas para melhor representar o modelo real, o kit também acompanha manual de instrução para montagem das peças e pintura.
A montagem se dá através de ferramentas próprias para o hobby, como alicates, pinças, lixas entre outros, além de colas e tintas próprias para os mesmos.

Existe várias temáticas de montagem e apresentação dos modelos, mas em sua grande maioria eles representam veículos militares usados nas grandes guerras e nas diversas forças de defesa existente no planeta, devido ao seu contexto e importância histórica, alem de desperta maior interesse daqueles que praticam o hobby.  E esse é um detalhe importante pra quem pratica o plastimodelismo, que deixa de lado a alcunha de ser apenas um passa tempo ou diversão, e torna-se uma ótima oportunidade de adquirir novos conhecimentos históricos e culturais que perpetuam por toda a nossa história. E é de praxe  todo modelista se aprofundar nos detalhes históricos de cada modelo representado, como também o cenário em que o mesmo atuou com a finalidade de representar o mais realista possível o seu modelo.
Meu primeiro contato como hobby foi com uns 12 anos de idade, quando ganhei do meu tio um modelo em escala já montado. Eu já era loco por aviação então a admiração pelo hobby foi logo de cara, mas como eu ainda era novo, e esse não é um “esporte” muito barato, não tive condições de ingressar de vez no mundo do plastimodelismo, fato que veio acontecer em 2007 quando montei meu primeiro kit, mas só montei mesmo, nada de pintura, nada de detalhe, apenas destacando e colando as peças. Depois de um tempo parado resolvi investir de vez no hobby e voltei a montar meus modelos, agora de verdade mesmo, em 2010 e de lá pra cá não parei mais. É uma paixão e admiração que se torna vício, nada muito perigoso, mas extremamente gratificante. Para um modelista é necessário paciência em um tanto de dedicação, trabalhar com peças que chegam a ser menor que a cabeça de um alfinete não é tão simples, mas nada que um pouco de calma não resolva. A escala em que monto é a 1:72, e tenho diversificado bastante nos temas de montagem, variando entre os aviões da segunda Guerra Mundial, principalmente os alemães meus preferidos, e aviação moderna de várias nacionalidades.
Aqui vai algumas fotos(mais fotos aqui) de meus kits montados até o momento, e a quem interessar e quiser conhecer ou ter um contato maior com o hobby, pode da uma passadinha aqui em casa ou entrar em contato comigo, e terei o maio prazer em apresentar e discutir um pouco mais a respeito do hobby.



 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
BF 110E Trop, escala 1:72




*a escala é o tamanho do modelo em comparação com o original. Tomando como exemplo a escala de 1:72; um centímetro do modelo que esta sendo montado equivale a 72 centímetros do modelo real.


**Suástica no plastimodelismo; segundo a Lei nº. 9459/97 de 13 de maio de 1997 (http://www.spmodelismo.com.br/forum/lei.shtml) é proibida a representação da cruz suástica para “fins de divulgação do nazismo”. Assim, a reprodução de uma figura em escala, nos mínimos detalhes existentes na época, não estaria fazendo tal divulgação; apenas mostrando que os modelos reproduzidos realmente tinham tais símbolos, à sua época. Isso também ocorre em filmes, revistas e livros que tratam do assunto. Caso a figura ou modelo estivesse incentivando o nazismo de alguma forma, mostrando-o como correto, etc, ai sim, poder-se-ia aplicar a lei.




Por Renan Leles, Lapense e Plastimodelista.
Email: renanleles@gmail.com




Um comentário:

  1. olá Renan, tudo bem? Onde consigo um porta aviões destes? :)

    Obrigado

    ResponderExcluir